Estariam as mídias sociais contribuindo para a queda da leitura de livros?



O brasileiro tem passado cada vez mais tempo on-line nas mídias sociais: segundo o Global Web Index – Market Snapshot Brasil 2022, ficamos em média 3 horas e 47 minutos do nosso tempo diário nelas. Estariam as mídias sociais contribuindo para a queda da leitura de livros?


O Brasil está nos primeiros lugares dos rankings de populações que mais acessam as mídias sociais e passam mais tempo conectados, mas se engana quem pensa que o brasileiro está atrás de olhar ‘fofoca’. Hoje, grande parte das pessoas on-line está buscando entender determinado assunto. Houve uma transferência, um encurtamento, do tempo que era dedicado à TV aberta, telejornais, ou até mesmo à leitura de jornais impressos. As pessoas vão se informar em mídias sociais e seguem perfis de grandes e médios veículos de comunicação, empresas, marcas e especialistas e influenciadores nos seus assuntos de interesse. E muitos desses perfis indicam livros com frequência. No caso de especialistas e influenciadores, por exemplo, muitos são autores de livros ou indicam títulos que estão lendo, o que acaba sendo um estímulo poderoso.


Os livros se tornaram um meio de dar continuidade à expansão dos conhecimentos de determinado tema. As mídias sociais geralmente proporcionam um contato mais rápido com o conteúdo, como os textos curtos no Instagram, mas, a partir do momento que o dono do perfil numa rede social fornece um direcionamento para o aprofundamento do assunto por meio de um ou mais livros - o que acontece com frequência – o hábito de leitura é incentivado. Quando vão buscar mais informações, naturalmente as pessoas têm acesso a livros, porque eles são, a todo momento, recomendados por diferentes fontes, desde médios e grandes veículos de comunicação, empresas e marcas, e até influenciadores. As mídias sociais têm sim contribuído de maneira muito significativa para o aumento da leitura de livros no País.



Eduardo Villela é Book Advisor e assessora pessoas, famílias e empresas na escrita e publicação de seus livros. Trabalha com escrita e publicação de livros desde 2004. Já orientou mais de 900 autores e lançou mais de 650 livros de variados temas, entre eles: comportamento e psicologia, gestão, negócios, universitários, técnicos, ciências humanas, interesse geral, biografias/autobiografias, livros de família e ficção infantojuvenil e adulta.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Instagram
  • Facebook Basic Square
  • YouTube ícone social
  • LinkedIn ícone social