Please reload

Posts Recentes

Audiolivros podem ajudar a sua saúde mental durante o isolamento

May 22, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

É POSSÍVEL conciliar o trabalho com a carreira de escritor?

December 6, 2019

 

 

Antes de iniciar a leitura deste artigo, peço a você uma reflexão. Busque um lugar silencioso e por um minuto, de olhos fechados, tente se concentrar o máximo que puder para imaginar como deve ser o dia na vida de um escritor. Retomo o raciocínio no parágrafo seguinte.

 

Pensou? É possível que durante os últimos sessenta segundos você tenha imaginado muitos cenários: um homem, tranquilo em seu escritório, escreve um novo capítulo de um livro, fumando charuto e bebendo uísque para ajudar a fluir as ideias. Ou, talvez, uma mulher que passa o dia em café dedilhando momentos de suspense de sua nova trama enquanto anota novos insights em seu bloquinho de anotações.

 

As imagens acima, de fato, podem representar alguns momentos na vida de um escritor. Mas, normalmente, elas fazem parte da rotina de profissionais já consagrados, que vivem de seus livros e destinam muitas horas do dia para a escrita. No entanto, o que poucos sabem é que para chegar nesse estágio muitos medalhões do mercado editorial tiveram de conciliar trabalho com a carreira de escritor.

 

Foi assim com Harper Lee. Antes de ser laureada com o Prêmio Pulitzer de Ficção, em 1961, pela obra ‘O Sol É para Todos’, ela trabalhou durante muitos anos como atendente de guichê de uma companhia aérea. Enquanto reservava e emitia passagens para clientes da Easter Airlines, Lee rascunhava reflexões e pensamentos que moldariam seu estilo literário.

 

Outro exemplo é o de Stephen King. O aclamado escritor de thrillers trabalhou durante muitos anos como zelador e faxineiro de uma escola de Ensino Médio. E foi a partir dessa experiência que ele se inspirou para escrever os capítulos iniciais de “Carrie, a Estranha”, um de seus maiores sucessos.

 

Agatha Christie também passou por situações semelhantes. Durante a primeira guerra, ela atuou como voluntária por quatro anos em um hospital militar na Inglaterra. Anos mais tarde, trabalhou como assistente farmacêutica, onde adquiriu muito conhecimento sobre drogas e venenos, ajudando-a assim a compor as primeiras tramas de suas novelas de suspense.

 

O que quero dizer com todos esses exemplos? É simples. Ninguém nasce pronto. Nós temos de nos construir, passo a passo, pouco a pouco. E, sim, é possível conciliar trabalho com carreira literária. Se você tem o sonho de se tornar um escritor, não é preciso jogar tudo para o alto e se arriscar em uma atividade ainda em formação. Afinal, os boletos não vão parar de chegar.

 

 

Encare o seu emprego como um patrocinador do seu sonho. A partir disso, com estabilidade, siga o roteiro de capítulos da sua obra, desenvolva uma rotina de escrita e busque estar atento a tudo a sua volta, assim como fez Stephen King. Siga em frente. Linha por linha. Página por página. Vá com calma, mas com planejamento. Você chegará lá!

 

Sobre Eduardo Villela


Graduou-se em Relações Internacionais e cursou mestrado em administração, ambos na PUC-SP. Trabalha com escrita e publicação de livros desde 2004, já lançou mais de 500 livros de variados temas, entre eles gestão, negócios, universitários, técnicos, ciências humanas, interesse geral, biografias e ficção infanto-juvenil e adulta.
Trabalhou como editor de aquisições de livros universitários e de negócios na Editora Saraiva, editor de livros de negócios na editora Campus-Elsevier, gerente editorial de todas as linhas de publicações na Editora Gente e copublisher e diretor comercial da Editora Évora.


 

Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square